Impressão 3D na odontologia: tudo o que você precisa saber
A tecnologia da impressão 3D aplicada em diversos procedimentos ajuda a revolucionar diversos tratamentos. Quer saber sobre os benefícios e vantagens que ela traz? Leia.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O uso da impressão 3D na odontologia tem ajudado a revolucionar diversos tratamentos, permitindo aos profissionais desse ramo oferecer um atendimento com mais qualidade para seus pacientes.

Essa tecnologia pode ser aplicada em diversos procedimentos, trazendo benefícios tanto estéticos como funcionais. Além disso, ela torna o trabalho do dentista mais fácil, porque possibilita fazer um planejamento eficaz, minimizando as chances de erros e alcançando resultados cada vez melhores.

Preparamos este artigo para apresentar a você tudo o que precisa saber sobre impressão 3D na odontologia, os benefícios e as vantagens que ela traz. Continue lendo para conhecer mais detalhes e as diversas aplicações dessa tecnologia e veja como ela pode lhe ajudar a se destacar no mercado, ganhando mais credibilidade.

O que é impressão 3D?

Impressão 3D é o nome popular designado para a técnica de prototipagem rápida. Essa tecnologia tem sido largamente utilizada em diversos setores devido a sua vasta opção de soluções e aplicações.

Trata-se de trabalhar um material para que ele adquira o formato desejado de acordo com um projeto predefinido. É dessa forma que são feitas peças automotivas, por exemplo. Existe o projeto inicial com as medidas e formatos exatos, esses dados são transmitidos para a impressora 3D e ela se encarrega de esculpir o material para que a peça seja fabricada.

Podemos utilizar esse tipo de impressão para fabricar brinquedos, peças diversas para máquinas, alimentos, próteses, tecido humano e, até mesmo, prédios. Você sabia que Dubai foi a primeira cidade a construir um prédio inteiro usando esse tipo de tecnologia?

Sendo assim, é possível perceber que as impressoras 3D são muito variadas e versáteis, por isso, também é possível utilizar a impressão 3D na odontologia. Ela possibilita planejar os tratamentos e confeccionar próteses, moldes e outras peças necessárias para os procedimentos odontológicos.

Como funciona a impressão 3D?

impressão 3D é feita por máquinas específicas que fazem a leitura de dados e, de acordo com eles, esculpem o material desejado no formato que foi definido. Ou seja, é necessário ter um projeto que traga as medidas exatas do objeto que se deseja criar para que a impressora consiga esculpir o material com total fidelidade aos dados recebidos.

Para criar esse projeto, um software específico é utilizado e a impressão acontece em camadas de acordo com os dados até que seja atingida a forma final estabelecida no projeto. Diversos tipos de materiais podem ser utilizados para uma impressão 3D, mas são mais comuns o ABS, que é um tipo de plástico resistente, porém muito leve, e o PLA, um polímero biodegradável.

Existem tipos diferentes de impressora 3D, porque essa técnica pode ser realizada por meio de procedimentos distintos. Temos, por exemplo, a modelagem por fusão e depósito (FDN), a sinterização seletiva a laser (SLS) e a estereolitografia (SLA).

Sendo assim, de acordo com o material a ser utilizado e da aplicação das peças que serão esculpidas, adota-se o melhor método para fazer a impressão. Além disso, o tamanho da impressora também varia conforme as dimensões daquilo que se deseja imprimir.

Uma característica que faz a impressão 3D ser tão interessante para os diversos setores de atuação é o fato de que as impressoras são muito precisas. Elas conseguem recriar o projeto com detalhes de alta qualidade permanecendo totalmente fiel ao projeto original.

Como a impressão 3D pode ser utilizada na odontologia?

A impressão 3D na odontologia é aplicada da mesma forma que em outros setores. Com base em um estudo prévio do caso, realizado com o suporte de exames e imagens digitais, o especialista faz o planejamento do tratamento com o auxílio de um software.

O profissional pode, inclusive, imprimir modelos para estudo, análise e teste. Assim, um paciente que necessite de reabilitação oral, por exemplo, pode experimentar o seu novo sorriso antes de dar continuidade ao tratamento, com o intuito de ter certeza de sua satisfação com o resultado final.

Diversos casos diferentes podem ser tratados com a tecnologia 3D, sendo possível obter maiores detalhes e definir com exatidão os procedimentos para alcançar os melhores resultados possíveis.

O que difere a aplicação da impressão 3D na odontologia para os demais ramos de atuação é o tipo de material utilizado. Geralmente os dentistas usam a porcelana, o policarbonato, a safira e a resina para impressão 3D.

A escolha depende daquilo que se pretende imprimir. Afinal, se estivermos falando de uma prótese ou implante, então, é necessária uma peça feita em material com tonalidade, textura e resistência similares ao dente natural. Já para a fabricação de modelos ou guias cirúrgicos, podemos usar a resina.

Por isso, a impressão 3D pode ser utilizada de formas diferentes para vários tratamentos odontológicos. A seguir, listamos algumas de suas aplicações.

Restaurações

As restaurações são feitas em dentes que sofreram uma grande perda da sua estrutura e precisam ser recompostos por blocos ou coroas, por exemplo. Cáries, fraturas e desgaste são alguns problemas que podem ter como indicação esse procedimento.

Nesses casos, é preciso que as peças sejam confeccionadas com fidelidade ao formato natural dos dentes, para que, além de alcançar um resultado estético perfeito, a funcionalidade não seja afetada.

A impressão 3D é utilizada para a fabricação dessas pequenas próteses parciais. Primeiro é feita a análise do formato, tamanho e tonalidade dos dentes do paciente. Depois, com base nessas informações, o dentista projeta a peça, envia os dados para a impressora e ela confecciona da forma como foi estabelecido.

Próteses

Próteses fixas ou móveis também são confeccionadas pelo processo de impressão 3D. Com essa tecnologia, conseguimos alcançar maior qualidade para essas peças, pois é possível definir o máximo de detalhes para conferir naturalidade a elas.

Além de ser possível fabricar as próteses finais, também permitimos que o paciente experimente os seus novos dentes, digamos assim, por meio de mockups. A mesma impressora 3D que confecciona as próteses também faz a impressão dessas peças para prova.

Dessa forma, o paciente consegue ver o resultado para aprová-lo ou não. Além disso, se for necessário fazer alguma alteração ou adequação, esse processo se torna mais simples, porque basta trabalhar o projeto, e não a prótese em si, até que se alcance a perfeição.

Cirurgias buco-maxilo-faciais

Esse tipo de cirurgia é um pouco mais complexo e exige grande atenção do profissional. É preciso estudar cada caso detalhadamente para definir de que forma as intervenções serão realizadas, com intuito de alcançar o melhor resultado possível.

Nesse ínterim, a impressão 3D na odontologia possibilita planejar melhor o procedimento cirúrgico por meio da impressão de biomodelos. Com eles, fica mais fácil estudar a anatomia do paciente antecipadamente, observando detalhes que, muitas vezes, os exames não conseguem reproduzir com clareza.

Além disso, também são impressas próteses que, porventura, o paciente venha necessitar. Tendo essas peças em mãos, juntamente com o biomodelo, o cirurgião pode observar se há o encaixe perfeito e se tudo está propício para proceder com a cirurgia de fato.

Cirurgias de correção

Da mesma forma como no caso anterior, a impressão 3D pode beneficiar as cirurgias de correção, desde aquelas mais simples como as de maior abrangência. De toda forma, é possível fazer a impressão de modelos e guias cirúrgicos para que se possa observar detalhes e características do paciente.

Assim, o cirurgião consegue planejar as intervenções que serão feitas, favorecendo os resultados finais e minimizando as chances de erro durante o procedimento. Tudo é previamente estudado para que, na hora da cirurgia, esse ensaio facilite a atuação do profissional.

Desse modo, além de maior segurança e excelentes resultados, a cirurgia é feita em menos tempo. Afinal, já existe um planejamento prévio que ajuda a guiar as decisões do cirurgião, minimizando a necessidade de estudar diretamente o paciente.

Confecção de implantes

Os implantes também são próteses e precisam ter uma boa estética e funcionalidade. Os pacientes que se submetem a esse tipo de tratamento esperam que o dente artificial tenha uma tonalidade natural, formato idêntico aos demais e sejam resistentes.

A impressão 3D veio apenas trazer vantagens para esse procedimento, pois permite trabalhar com materiais mais duráveis e bem próximos das características dos dentes naturais. Sendo assim, os implantes confeccionados dessa forma apresentam uma maior qualidade em todos os sentidos.

A sua confecção segue a mesma técnica das demais peças. É feito o estudo da necessidade e anatomia do paciente, desenvolve-se o planejamento do tratamento e, então, o implante é fabricado pela impressora 3D para encaixar-se perfeitamente naquela boca, com harmonia tanto na arcada como na face de um modo geral.

Fabricação de modelos e alinhadores

Os tratamentos ortodônticos também evoluíram em função da utilização da impressão 3D. Com essa tecnologia na odontologia fica mais fácil planejar cada etapa do tratamento, tendo maior previsibilidade dos resultados finais.

Podemos imprimir modelos que ajudam a fazer esse planejamento e também alinhadores. Essa é uma nova geração de aparelhos ortodônticos que possibilita maior discrição e conforto na etapa de alinhamento dos dentes.

Como tudo precisa ser feito de forma personalizada e exata, o detalhismo alcançado com a tecnologia 3D permite que tanto os modelos como os alinhadores sejam fiéis à anatomia de cada paciente e estejam de acordo com as etapas definidas pelo profissional.

Quais são os benefícios da impressão 3D na odontologia?

Toda tecnologia soma na atuação do profissional de odontologia. A adoção de técnicas, métodos, equipamentos e materiais mais modernos permite melhorar o atendimento, alcançando benefícios que impactam tanto o trabalho do odontologista como a satisfação do paciente.

No que se refere ao uso da impressão 3D em consultórios odontológicos, listamos, a seguir, alguns dos benefícios que você pode desfrutar ao trabalhar com ela. Veja:

Diferencial competitivo

A impressão 3D é uma tecnologia moderna que torna os processos muito mais simples e eficazes, melhorando a qualidade do atendimento do dentista. Sendo assim, ao trabalhar com ela, você adquire um diferencial competitivo no mercado.

Não se esqueça de que é importante estar atento às inovações para que o seu sistema de trabalho não permaneça estagnado enquanto os demais profissionais evoluem. Adotar a impressão 3D é uma forma de agregar valor a sua clínica e alcançar maior credibilidade conseguindo fidelizar e atrair mais pacientes.

Afinal, as pessoas que buscam tratamentos odontológicos esperam alcançar os melhores resultados possíveis com segurança e no menor tempo possível. Como a impressão 3D permite alcançar todos esses objetivos, você se destaca ao trabalhar com ela.

Otimização de processos

A aplicação da impressão 3D na odontologia pode otimizar os processos de diferentes maneiras. Uma delas é a facilidade de fazer a análise de detalhes e características da anatomia do paciente, como foi dito.

Além disso, a confecção das peças acontece de uma forma muito mais rápida, o que reduz o tempo de espera do paciente e permite que os problemas sejam solucionados com uma quantidade menor de consultas.

dentista pode ter a impressora em sua clínica ou contar com a parceria de um laboratório que faça esse tipo de impressão. Nos dois casos, conseguimos minimizar o tempo de confecção e facilitamos a comunicação quando é necessário o suporte de outros profissionais.

Produtos mais resistentes

As impressoras 3D trabalham com diferentes tipos de materiais, por isso, oferece uma variedade maior de opções para confeccionar, principalmente, próteses e implantes. Afinal, essas peças precisam ter um alto valor estético ao mesmo tempo em que apresentam uma boa resistência para suportar o processo mastigatório e outras possíveis agressões.

Com a possibilidade de escolher o melhor material em cada caso, o dentista pode optar por aquele que mais se adeque às características do seu paciente, ao mesmo tempo em que tem uma melhor resposta mecânica para cumprir com sucesso a funcionalidade esperada.

Alto grau de precisão

O processo de confecção de moldes e peças variadas é feito de forma automatizada e com base em dados digitalizados. Por isso, conseguimos um alto grau de precisão em tudo aquilo que é confeccionado por meio da impressão 3D, de modo que são fiéis às necessidades de cada paciente.

O software da impressora segue exatamente o projeto que é informado a ele, sendo assim, as chances de erros ou inadequações são praticamente inexistentes. Realizando um bom planejamento, escolhendo o material de qualidade e dominando a máquina, os resultados alcançados serão perfeitos.

Aumento na produtividade

Como dito, a impressão 3D na odontologia torna os processos mais rápidos porque reduzimos o tempo de confecção das peças. Além disso, a possibilidade de estudar e planejar as intervenções faz com que o profissional tenha mais agilidade na hora de aplicar o procedimento.

Tudo isso ajuda a aumentar a produtividade da clínica, um fator que é vantajoso tanto para o profissional, que consegue ter uma rotatividade maior de pacientes, quanto para quem é atendido, que não precisa esperar muito tempo para ter o seu problema solucionado.

Maior lucratividade

Utilizando a impressão 3D na odontologia também é possível aumentar a lucratividade do profissional. Isso se dá em função da melhor produtividade e também da possibilidade de planejar os tratamentos de forma eficaz.

Conseguimos economizar insumos e materiais, o tempo de espera para a finalização dos procedimentos é reduzido e o próprio profissional consegue confeccionar as peças que utilizará. No final, todos esses fatores somam de forma positiva nas finanças do consultório.

Como implementar a impressão 3D no consultório odontológico?

A implementação da impressão 3D no consultório odontológico não é um processo complicado, mas que exige um pouco de adequação do espaço físico e também dos procedimentos adotados. Ou seja, é preciso organizar-se estrutura e financeiramente.

Afinal, a primeira coisa que você precisará fazer é o investimento em uma impressora 3D que atenda a demanda do seu consultório. Mas não é somente isso, porque também é necessário um computador que seja compatível com esse equipamento e com uma configuração que suporte os softwares necessários.

Aliás, esse é mais um recurso que você precisará investir para que possa fazer o planejamento digital, bem como utilizar outras ferramentas, como é o caso do Scanner intraoral. De toda forma, é um investimento feito uma vez só e que rapidamente retorna para você.

Mas essas são as etapas para que você tenha a impressão 3D na sua clínica odontológica, porque outra opção é fazer parcerias com laboratórios que disponibilizem essa tecnologia. Nesse caso, você teria o ganho de tempo, mas ainda dependeria de outros profissionais para a preparação dos modelos e peças que necessitar.

Por isso, é interessante ponderar a respeito das vantagens e desvantagens em ambos os casos, assim, poderá tomar a melhor decisão para o seu consultório. De toda forma, procure pensar no curto, médio e longo prazo para avaliar de que forma a adoção da impressão 3D poderia impactar positivamente o crescimento da sua clínica.

Onde encontrar os melhores fornecedores de impressão 3D para odontologia?

Para utilizar a impressão 3D na odontologia é preciso contar com bons fornecedores. Afinal, você precisa ter certeza de que o maquinário atende às necessidades do seu consultório e oferece qualidade na execução dos procedimentos.

Além disso, também precisará ter confiança no software escolhido, bem como nos materiais que serão necessários para confeccionar os modelos e próteses. Portanto, é necessário fazer uma boa pesquisa de mercado para firmar parcerias com empresas especializadas no assunto.

O mesmo acontece se você preferir terceirizar esse serviço por meio de um laboratório que trabalhe com essa tecnologia. É fundamental que você tenha certeza que esse parceiro poderá lhe atender quando precisar e de que ele utiliza equipamentos e materiais de qualidade para confeccionar peças fiéis ao projeto.

Para ajudar em sua escolha, listamos a seguir algumas características e fatores que definem um bom fornecedor. Acompanhe:

Credibilidade no mercado

Sempre procure optar por empresas que tenham credibilidade no mercado e um nome consolidado como especialistas. Não se esqueça de que visibilidade e propaganda nem sempre são suficientes, pois o que você precisa é ter certeza do profissionalismo da organização.

Uma boa forma de obter essa informação é observar a opinião de outros profissionais do ramo que conheçam o trabalho dessa marca. Além disso, procure pelo feedback daqueles que já experimentaram os seus produtos e podem dar uma opinião mais concreta a respeito deles.

Investimento em inovação e tecnologia

Não se esqueça de que tudo atualiza de uma forma muito rápida, portanto, é importante que a empresa que você pretende ter como fornecedora se preocupe em estar investindo constantemente em inovações e novas tecnologias.

É isso o que garante o seu comprometimento com a qualidade dos produtos oferecidos e também com a sua eficácia para o profissional que os utiliza. Aqueles que não adotam essa postura permanecem estagnados e não trazem novidades, dificultando o seu trabalho.

Suporte e comunicação

Para utilizar a impressão 3D em sua clínica odontológica talvez você tenha algumas dificuldades ou dúvidas, principalmente quando estiver em fase de transição. Por isso, outro fator importante é o suporte oferecido pelo fornecedor.

É fundamental que você tenha diversos canais de comunicação para entrar em contato com consultores e técnicos. Dessa forma, sempre que precisar de ajuda, saberá que terá esse suporte da empresa para que seus problemas sejam solucionados.

Custo-benefício

Esse é um dos principais fatores para você escolher o seu fornecedor de impressão 3D na odontologia. Afinal, não se trata de optar apenas por marcas importadas ou então aquelas mais caras, pois isso nem sempre é sinônimo de qualidade e funcionalidade.

Prefira escolher os fornecedores com base no custo-benefício oferecido pelos equipamentos e materiais. Eles devem atender as suas necessidades, expectativas e demandas, com qualidade eficiência e por um preço que seja correspondente às vantagens e aos benefícios oferecidos.

Manutenção e disponibilidade

Quando se trata de máquinas e equipamentos, em algum momento pode ser necessário que eles passem por revisões ou manutenções. Então, é importante se informar se o fornecedor também oferece esse tipo de suporte.

No que diz respeito aos materiais, como a resina para impressão, tenha certeza de que a empresa sempre terá presença no mercado, garantindo a disponibilidade deles quando for necessário fazer uma reposição em seu estoque.

A parceria com bons fornecedores é muito importante para que você consiga desfrutar das facilidades da impressão 3D e possa oferecê-la aos seus pacientes sem nenhum empecilho. Então, pondere com cautela na hora de fazer a sua escolha para optar pela empresa que trabalhe de acordo com aquilo que você precisa.

A utilização da impressão 3D na odontologia é uma realidade que muitos profissionais já vivenciam, e isso favorece o seu trabalho e a satisfação dos pacientes. Implementá-la em seu consultório é um diferencial competitivo que lhe dá mais destaque, além de modernizar o seu atendimento aumentando sua credibilidade e a qualidade dele.

A impressão 3D é apenas uma das inovações em alta na odontologia. Veja neste artigo outras seis tecnologias que também podem facilitar a rotina do seu consultório odontológico.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Johnny Santana

Johnny Santana

Diretor Comercial Yller Biomateriais
postagens recentes

Deixe uma resposta

×

é uma oferta meió que a outra!