7 melhores práticas para a gestão de pessoas na saúde
Muitas pessoas não sabem que atitudes tomar quando o assunto é gestão de pessoas. Se essa é a sua situação e você quer saber em que caminhos investir, então está no lugar certo!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A gestão de pessoas na saúde é um assunto importantíssimo para o bom funcionamento de qualquer negócio — e não seria diferente no caso do mercado odontológico. É isso mesmo: as clínicas e os consultórios precisam investir nesse tipo de cuidado para alavancar seus negócios e atingir resultados cada vez melhores.

Isso porque, embora não sejam muito comentadas, essas são maneiras de manter o time estimulado (e devidamente engajado), encantar os clientes e ser percebido como um negócio superior.

Ainda assim, muitas pessoas não sabem que atitudes tomar nesse sentido. Se essa é a sua situação e você quer saber em que caminhos investir, então está no lugar certo! Leia neste post as melhores práticas e como aplicar cada uma delas. Vamos juntos mais uma vez?

1. Troque feedbacks constantemente

Você provavelmente já ouviu sobre a importância dos feedbacks, mas pode ser que esteja vivenciando certa dificuldade de colocar isso em prática. Para quem não sabe, o feedback é o retorno de informações que representa o ato de falar com os funcionários sobre as suas fortalezas e oportunidades de melhoria.

Alguns gestores ficam com medo de serem malvistos ou mal interpretados nesse tipo de papel e, por isso, acabam deixando a prática de lado. Esse é um grande erro, pois o profissional fica sem saber como evoluir e melhorar. Ainda assim, o ideal é que isso aconteça em particular (principalmente as críticas), com exemplos práticos e com a atenção de também escutar o que ele tem a dizer.

E tem mais: alguns líderes usam a prática apenas para pontuar o que não gostam, mas é bom destacar que ela pode trazer resultados ainda mais efetivos para endossar pontos positivos e comportamentos que agradam.

2. Mantenha os colaboradores motivados

Esse é um dos principais papéis dos verdadeiros líderes — e que deve ser ainda mais relevante para proprietários de consultórios. Como a medida pode afetar diretamente a produtividade e o engajamento do time, não dá para deixar esse ponto de lado.

Lembre-se de que um time desmotivado pode deixar de realizar suas atribuições com afinco e até mesmo parar de encantar os pacientes.

Entre as principais formas de manter os colaboradores motivados, podemos destacar: atenção ao escopo de trabalho, remuneração diferenciada, benefícios (como plano de saúde e vale-transporte), atividades desafiadoras e outras coisas desse tipo.

Somado a isso, é importante desenvolver práticas que ajudem nesse sentido, como reconhecimentos constantes, cuidado com a carreira do colaborador e outras iniciativas que demonstrem como ele é importante. Essas são maneiras eficientes de fazer com que eles fiquem mais engajados!

3. Aprenda a delegar tarefas

Um passo considerável para a jornada de qualquer colaborador é ser desafiado e seguir progredindo. Uma das melhores formas de fazer isso é por meio de tarefas e atividades que fiquem sob sua responsabilidade. Alguns gestores têm dificuldade de fazer isso e, no sentido contrário, acabam centralizando muitas tarefas e frustrando seus times.

Para isso, é importante estar atento e conhecer as forças e fraquezas de quem você já contratou. Essa é a melhor forma de saber o que delegar para quem — um aspecto que traz mais confiança para os envolvidos e para o próprio líder.

Uma dica para conseguir delegar com mais facilidade é parar de achar que tem que ter o controle de tudo que acontece. Tente entender que o time precisa desenvolver uma noção de autonomia e responsabilidade, o que é muito bom. Coloque-se como um facilitador e perceba os resultados que isso pode trazer!

4. Alinhe a equipe com a cultura organizacional da clínica

O profissional pode ser competente em vários sentidos, mas pode enfrentar muita dificuldade se não estiver alinhado com a cultura organizacional do lugar em que trabalha. Essa é uma relação natural, já que a cultura da clínica ou do consultório é uma forma de fazer com que o time envolvido tenha suas visões e direcionamentos alinhados.

Esse aspecto pode parecer despretensioso, mas faz com que todos saibam o que esperar e como agir em algumas situações cruciais. Acredite: ter profissionais com valores em comum ajuda muito a atingir os resultados que você almeja!

5. Saiba recompensar as conquistas profissionais

As pessoas que fazem entregas acima da média, se destacam e oferecem um trabalho/tratamento superior devem ser reconhecidas. Essa é mais uma maneira de fazer com que ela se sinta motivada e repita o comportamento outras vezes. Além disso, essa é uma forma de comunicar para as outras pessoas do grupo o que é valorizado.

Por isso, procure mecanismos para recompensar esse grupo de pessoas e fazer com que ele fique cada vez mais motivado em realizar entregas desse tipo. Sem perceber, você vai criar um ambiente em que todos buscam os melhores padrões de performance.

6. Estimule o trabalho em equipe

O trabalho em uma clínica deve ser muito sinérgico e isso significa que todo mundo precisa um do outro. Por isso, qualquer rusga ou dificuldade de tratamento deve ser mitigada ainda no começo. Uma dica para isso é estimular o trabalho em equipe com muita integração entre todos os envolvidos.

Esforce-se para criar um ambiente harmônico e faça com que todos entendam que trabalham juntos para gerar os melhores resultados possíveis. A produtividade costuma ser consideravelmente mais alta em ambientes com o clima leve e em que os colaboradores se ajudam.

7. Entenda as diferenças e use-as a seu favor

Por mais que as pessoas tenham valores comuns, não dá para negar que elas podem apresentar habilidades, perfis e comportamentos um tanto quanto diferentes! Embora alguns pensem que isso é ruim, é bom deixar claro que isso enriquece seu portfólio de profissionais e faz com que seu negócio seja ainda mais completo!

Portanto, no momento de recrutamento, dê atenção para as diversas habilidades e perceba que vai ter um time mais maduro e preparado. Usar essas diferenças a seu favor pode ser um ótimo caminho a seguir!

Depois de ler este post, ficou mais fácil entender como as boas práticas para a gestão de pessoas na saúde podem mudar qualquer ambiente, não é mesmo? Invista em cada uma delas, adapte à realidade do seu negócio e aplique no seu consultório.

E você, conhece outra dica que tem trazido bons resultados e que não citamos aqui? Então, inclua nos comentários abaixo e ajude outros gestores a melhorarem suas performances também! Como já vimos, um ambiente colaborativo faz toda diferença!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Patrícia Lameirão

Patrícia Lameirão

Analista de Marketing Yller Biomateriais
postagens recentes
Odontologia
Johnny Santana

Guia completo sobre a odontologia no Brasil

O mercado odontológico tem passado por transformações nos últimos anos. Para não ficar por fora, nada melhor que se atualizar constantemente sobre o tema. Leia este artigo completo sobre o tema e fique informado.

Confira

Deixe uma resposta

×