Guia prático de como se destacar na área de odontopediatria
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A odontopediatria cresceu significativamente nos últimos anos. Nada mais natural, já que muitos pais descobriram a importância de cuidar da saúde bucal dos pequenos desde quando eles ainda têm apenas alguns meses de vida.

Alguns dentistas já perceberam a oportunidade de se especializar nessa área, mas muitos deles ficam sem saber como se destacar. Se essa é a sua situação, então está no lugar certo!

Leia este artigo completíssimo sobre o assunto e saiba o que levar em conta para arrebatar o coração das crianças (e dos pais). Vamos juntos nessa?

1. O mercado de odontopediatria

Para alguns acontece mais cedo e para outros mais tarde, mas chega o dia em que os pais precisam levar os filhos ao dentista. O que a maioria deles pensa nesse momento é como o processo pode ser simplificado se o atendimento for feito por alguém especializado nesse tipo de atendimento.

De uma maneira geral, a criança costuma ficar apreensiva com uma experiência desse tipo, e prova disso é que várias delas choram na primeira consulta. Essa situação fez com que muitos pais já percebessem a importância de insistir nas consultas periódicas para fazer com que a familiarização aconteça com mais facilidade. Esse é um aspecto que já demonstra uma oportunidade para os dentistas que querem atuar com esse grupo.

Muitos pais procuram profissionais especializados quando a criança ainda tem apenas alguns meses de vida.

Essa é uma forma de se informarem sobre temas importantes, como a introdução da higienização bucal (que deve começar antes do nascimento dos primeiros dentes, por meio de um cuidado com as gengivas). Embora isso seja desconhecido de muitos pais, esse é um cuidado que faz toda diferença!

Além de deixar a boca mais limpa, essa é uma maneira eficiente de fazer com que a criança já comece a se habituar com a prática de limpeza. Depois, quando os primeiros dentes começam a aparecer, então os cuidados podem ser feitos com mais facilidade.


1.1. A quebra de barreiras

Como você deve imaginar, ao mesmo tempo em que essa área representa muitas oportunidades, ela também demanda muito envolvimento do profissional. Isso porque ele precisa se dedicar a entender as crianças e como lidar de forma pedagógica com elas.

O atendimento pode ser mais trabalhoso, já que as crianças (principalmente as menores) não têm tanto discernimento do que está acontecendo — e podem acabar manifestando o desconforto com choros e gritos. Por isso, o primeiro passo é avaliar se o profissional gosta de atender esse tipo de público.

Depois de uma resposta positiva, então é preciso investir em conhecimentos e técnicas que ajudem a lidar com esse tipo de comportamento. O especialista, por exemplo, precisa ser amoroso, mas também precisa agir de forma mais incisiva em alguns momentos. Essa é a melhor forma de controlar alguns comportamentos, mas sem perder a oportunidade de se conectar aos pequenos.

Para isso, é importante usar algumas técnicas. Entre as mais comuns, destacamos a distração (contar histórias ou fazer brincadeiras), o reforço positivo (elogiar ou recompensar a criança com bom comportamento) e apresentação das etapas (em que o dentista explica o que está sendo feito). Essa última é uma ótima maneira de fazer com que ele se familiarize com o consultório e deixe o medo para trás.

1.2. As oportunidades de atuação

Os profissionais podem seguir alguns caminhos. O mais comum é a atuação em clínicas ou consultórios particulares de maneira autônoma — e que, de um modo geral, tem ótima demanda.

Ainda assim, é bom lembrar que essa não é a única opção. Existem também concursos e oportunidade de atuação em escolas e periferias. Nesse caso, além dos tratamentos em si, o profissional tem um papel crucial de conscientização sobre a importância da saúde bucal.

Para fechar, existe ainda a opção de atuar no ambiente hospitalar. Como parte de uma equipe multidisciplinar, o odontopediatra costuma ter um papel mais ligado à cirurgia bucomaxilofacial.

Ainda assim, essa não é a única atuação. Como a queda de higiene bucal é muito comum entre os pacientes internados (principalmente entre os que estão na UTI), o seu papel melhora muito a qualidade de vida do paciente. Para você ter noção, ela pode ajudar a reduzir o tempo de internação e os remédios utilizados.

2. Por que investir nessa área

Agora que você já sabe como o mercado pode estar carregado de oportunidades, pode ser que esteja se perguntando por que investir nessa área. Bem, a odontopediatria é uma especialidade muito importante (e que ganhou ainda mais força nos últimos anos).

É ela que promove os primeiros cuidados com a saúde bucal. Entre suas principais responsabilidades, podemos elencar os cuidados e a prevenção. O papel educativo é importantíssimo, tendo em vista que ajuda na ambientação das práticas de higiene bucal e os tratamentos em si. Isso sem contar nos direcionamentos feitos pelo dentista, já que eles podem ajudar na adoção de hábitos saudáveis na rotina das crianças desde os primeiros anos de vida.

Além disso, quanto mais cedo as medidas preventivas forem iniciadas, menores são as chances de o paciente ter que lidar com intervenções mais dolorosas e complicadas.

2.1. O período de atendimentos e a capacitação

Vale lembrar que o profissional que atua nessa área tem um longo período de acompanhamento com cada paciente. De um modo geral, a odontopediatria atende desde o pré-natal (ou seja, quando o bebê ainda está na barriga da mãe) até a adolescência.

Como adiantamos, o profissional que lida com essa realidade precisa se capacitar de forma constante. Além de dar conta das demandas comuns que um consultório impõe, ele também deve estar atento a técnicas e maneiras de adotar um tratamento ainda mais adequado com as crianças.

3. Como se destacar na odontopediatria

Se você ficou interessado e quer saber como se destacar, então talvez essa seja a parte mais interessante deste post para você. Veja alguns itens que elencamos abaixo.

3.1. Tenha uma atitude acolhedora

Ter uma atitude aberta, acolhedora e focada em um atendimento humanizado é fundamental para se destacar. Nada mais natural, já que o profissional precisa respeitar o tempo da criança, transmitir segurança e ajudá-la no papel de superar os medos.

Para isso, é importante estar atento e tentar fazer tudo da maneira mais lúdica possível (como falaremos mais detalhadamente em outro tópico). Ainda assim, essa atitude é indispensável para quem quer conseguir ser bem-sucedido nas intervenções que precisa fazer.

Além disso, lembre-se de que parte do papel envolve dar orientações de higienização bucal e uma dieta equilibrada para os pais e as crianças. Isso também deve ser feito de forma tranquila e com uma linguagem didática.

3.2. Prepare o consultório para o seu público

Muitas crianças ficam simplesmente apavoradas com a ideia de ir ao dentista. Tudo pode ficar ainda mais difícil se ela se depara com um ambiente muito formal e que transmita uma sensação de frieza e impessoalidade, não é mesmo? Por isso, é importante preparar o consultório para as crianças.

Para isso, comece investindo em cores atrativas. A ideia de um consultório muito branco pode ser muito boa para adultos, mas não é nada atrativa para crianças. O melhor caminho é apostar em tons mais alegres, como verdes, amarelos, laranjas, azuis e roxo. Caso prefira, uma dica que também traz muito sucesso é avaliar a possibilidade de escolher um tema que esteja em todo o consultório e traga identificação para a criança.

Quando o assunto é a sala de espera, então é importante que esse seja um ambiente divertido. Esse aspecto pode parecer despretensioso para algumas pessoas, mas faz toda diferença. Uma dica é apostar em paredes e chão macios e confortáveis para que elas consigam brincar enquanto esperam.

Além disso, invista em televisão, mas lembre-se de deixar sempre ligada em um desenho animado. No lugar das cadeiras de espera tradicionais, pense em algo que dê uma sensação de boas-vindas, como pufes coloridos ou outras opções que tragam aconchego.

Para fechar, não poderíamos deixar de falar do ambiente da consulta. Procure por ferramentas que façam pouco barulho ou invista em um isolamento acústico (para que quem espere não escute nada).

Quanto ao ambiente em si, procure por objetos divertidos, desenhos de dente e outras coisas que possam tornar tudo mais agradável para os pequenos. Os aventais e as máscaras customizados, por exemplo, costumam fazer muito sucesso. Uma dica adicional é investir em brindes divertidos (como escovas de dentes infantis ou bonecos).

3.2. Utilize os melhores produtos

Os resultados podem ser muito mais efetivos para quem usa os melhores produtos odontológicos. Essa é uma lógica que funciona em diferentes mercados — e não seria diferente nesse caso.

Se você ainda não acredita, pense como um doce pode ser mais gostoso se utilizar um tipo melhor de chocolate ou ainda como o papel de um pintor pode ser diretamente influenciado pela qualidade das tintas e telas.

Por isso, invista em produtos de qualidade, desde os equipamentos, as ferramentas e os materiais. Esse é um aspecto muito analisado pelos pais das crianças, já que eles são os principais interessados em um serviço de qualidade para os seus filhos.

Vale lembrar que existem produtos nacionais e importados. Embora os importados tenham conquistado corações nos últimos anos, os nacionais ganharam muito espaço recentemente e oferecem um excelente custo-benefício. Portanto, antes de fechar qualquer contrato, não deixe de considerar essa possibilidade.

3.3. Ofereça um atendimento impecável

As pessoas estão cada vez mais preocupadas com o tipo de experiência que querem ter. Para muitas delas, o serviço pode ser de qualidade, mas se o atendimento também não for, então acabam desistindo de consumir determinado produto e/ou serviço.

Essa mentalidade também vale para a odontopediatria. Pense que um atendimento impecável e a forma que você faz seu paciente se sentir são determinantes para que ele continue voltando. Por mais subjetivo que isso seja, os pais ficam atentos grande parte do tempo, então não perca a oportunidade de impressionar durante o atendimento.

Lembre-se de que, em um mercado competitivo, qualquer diferencial conta muito. Para ter resultados melhores, mapeie a jornada que as famílias enfrentam no seu consultório (desde a recepção até a saída) e tente levantar todas as oportunidades de melhoria para oferecer um atendimento impecável e inesquecível!

3.4. Invista em novas tecnologias e ferramentas

O mercado odontológico segue crescendo de forma acelerada. Isso significa que novas ferramentas e tecnologias são lançadas de forma recorrente (e é importante ficar de olho para não perder nenhuma oportunidade).

O primeiro passo é acompanhar os lançamentos e perceber o que realmente agrega valor para o seu trabalho e/ou a experiência do seu paciente. Uma vez que isso foi percebido, não deixe de investir nessas opções!

Essa é uma maneira eficiente de oferecer um serviço com uma qualidade maior e, de quebra, ser percebido como um profissional antenado para as mudanças de mercado. Acredite: isso é muito bem avaliado e ajuda a colocar o seu consultório em outro patamar!

3.5. Mantenha-se sempre atualizado

Estar atualizado é outro caminho que faz toda diferença na entrega profissional. Um dentista que atende crianças deve continuar atento às mudanças e novas oportunidades de tratamento.

Como você deve imaginar, esse é um tipo de mercado que muda de forma constante — assim como os tratamentos com as crianças de uma maneira geral. De tempos em tempos, psicólogos e pedagogos atualizam novas formas de tratamento com esse público. Elas são rapidamente incorporadas e trazem ótimos resultados (e também podem transformar o ambiente de um consultório focado em odontopediatria).

E não é só isso: o profissional também deve estar atento a atualizações referentes ao seu papel como dentista. Os tratamentos para cáries, produtos para limpeza bucal e outros detalhes também podem sofrer alterações, então é bom se esforçar para estar atualizado.

A impressão 3D é um ótimo exemplo quando falamos de inovações recentes, pois chegaram ao mercado há pouco tempo e hoje já garantiram um ótimo espaço e aceitação. Além delas, outras novidades também surgirão nos próximos anos. Estar atento é uma maneira de garantir resultados melhores para seus pacientes e, de quebra, tornar o seu trabalho mais leve e mais fácil.

Ah, e nada de achar que a única forma de atualização é por meio de cursos periódicos. A internet expandiu essas possibilidades, portanto, tenha contato com portais, blogs e canais do YouTube que possam ajudá-lo nessa tarefa de estar sempre atualizado. Acredite: isso faz toda diferença!

3.5.1. Formação específica

Além de se manter atualizado, é bom destacar que a odontopediatria é uma formação específica. O aluno precisa estudar o desenvolvimento orofacial da criança com mais atenção, tendo em vista que ele é diferente do adulto.

Além disso, as aulas são direcionadas para especificidades de um atendimento para o público infantil, como radiologia, cirurgias, técnicas minimamente invasivas e outras matérias desse tipo. Depois de uma pós-graduação, então o dentista pode oferecer um atendimento completo para bebês, crianças e adolescentes.

3.6. Tenha um diferencial competitivo

Existem muitos dentistas no mercado de trabalho. Por isso, é importante apresentar um diferencial competitivo que deixe as pessoas mais suscetíveis a escolherem você como a melhor alternativa.

Além de um atendimento próximo e empático, uma dica que ajuda nesse sentido é o investimento em marketing digital. Em um momento em que as pessoas estão cada vez mais conectadas, mostrar o seu trabalho na internet pode ser uma ótima forma de diferenciação.

Ainda assim, vale destacar que não existe muita regra! O melhor caminho envolve uma análise do seu contexto para perceber as principais oportunidades de se tornar a melhor opção.

3.7. Trabalhe com os melhores fornecedores

Os fornecedores são verdadeiros aliados na entrega de um serviço superior. Por isso, é importante ser criterioso na hora de escolher os melhores produtos.

Como a grande maioria dos fornecedores oferece amostra, não deixe de testar. Fique atento à qualidade do material, como ele responde durante o tratamento e o que mais considerar pertinente. Entretanto, não faça disso o único aspecto a ser considerado. Lembre-se de pensar também como acontece o atendimento a clientes no pós-vendas, o suporte oferecido e o investimento em pesquisa.

Algumas pessoas olham para esse aspecto de forma secundária, mas um fornecedor engajado com pesquisa pode oferecer produtos de mais qualidade. Portanto, não deixe de analisar essa frente também!

3.8. Aprenda com a concorrência

A presença na internet ajudou muito a acompanhar a concorrência de forma mais fácil e prática. O que muitas pessoas desperdiçam é a oportunidade de aprender com eles e até mesmo de incorporar algumas práticas.

Esteja atento aos serviços oferecidos por outros dentistas, como eles agendam as consultas e a forma como investem no marketing. Caso perceba ainda mais oportunidades, anote tudo e tente aplicar no seu ambiente de trabalho.

3.9. Valorize a equipe do consultório

As pessoas que trabalham ao seu lado têm um papel muito importante — e, se você quer mesmo se diferenciar, então terá que investir nesse público também! Pense que eles são a primeira impressão que muitos pacientes terão, então invista em técnicas de atendimento para que seja mais fácil garantir a satisfação de clientes.

Uma dica importante é investir em treinamentos periódicos e ter reconhecimentos frequentes para atitudes e comportamentos acima da média. As comissões são as práticas mais comuns, mas você pode pensar e adaptar para a realidade do seu consultório.

4. Benefícios de investir na odontopediatria

Elencamos a seguir alguns benefícios de investir nessa área. Conhecer alguns deles é uma ótima maneira de avaliar se você quer ou não seguir com esse nível de especialização. Continue conosco!

4.1. Demanda permanente

A procura por acompanhamento odontológico para crianças é uma realidade hoje e que deve perdurar por muitos anos. Como adiantamos, a tendência é que o acompanhamento comece ainda mais cedo, quando eles ainda têm apenas alguns meses de vida.

É bom lembrar também que o acompanhamento pode ser feito desde o pré-natal à adolescência, ou seja, um longo período de tempo. Os profissionais que sabem explorar as oportunidades percebem a chance de criar vínculos duradouros e ter os mesmos pacientes por muitos anos.

4.2. Ajuda na correção de problemas ainda no início

A odontologia preventiva arrebata corações, já que torna os tratamentos mais simples e os procedimentos menos incisivos. Quando o acompanhamento é feito desde criança, então o dentista consegue pontuar possíveis problemas na oclusão de dentes e outras situações parecidas.

Na troca dos dentes de leite para os permanentes, por exemplo, o profissional pode enfatizar ainda mais a importância de uma higienização completa. Somado a isso, pode analisar como o processo acontece e avaliar a necessidade de uso de aparelhos ortodônticos.

Quando a indicação é feita rapidamente, então as correções também podem ser feitas de forma mais fácil. Muitos profissionais, inclusive, aproveitam para unir as duas especializações (odontopediatria e ortodontia), um aspecto que aumenta a área de atuação e traz ainda mais sucesso para o consultório.

4.3. Oportunidade de realização financeira

A profissão de odontologia oferece ótimos rendimentos — o que é um motivador e tanto! A opção de odontopediatria também tem excelentes opções para quem sonha com a realização financeira.

É bom reafirmar a necessidade de muito estudo e dedicação, principalmente no começo da carreira. Existe um tempo para conquistar a confiança dos pacientes e crescer na profissão. Ainda assim, os rendimentos ainda costumam ser consideravelmente mais altos que os da média.

5. O que esperar do mercado nos próximos anos

Para fechar esse material completo, pode ser que você esteja se questionando se a área realmente vai continuar bem-vista por muito tempo. Pois bem, a primeira resposta é que SIM, esse é um mercado em expansão.

Parte disso acontece pela conscientização do brasileiro. Se antes as pessoas só procuravam um dentista quando algo incomodava, hoje a realidade vem mudando. A grande maioria já sabe que a prevenção odontológica é importante e agora está descobrindo que ela deve começar ainda mais cedo que muitas pessoas pensavam.

Prova dessa mudança é o crescimento desse mercado já nas farmácias e supermercados. Basta reparar como a indústria também se movimentou e hoje investe em escovas, enxaguantes bucais e cremes dentais para os pequenos.

Depois de ler este artigo completo sobre a odontopediatria, ficou mais fácil perceber todas as oportunidades existentes nessa especialização, não é mesmo? Adote algumas dicas que compartilhamos aqui e perceba como você pode se destacar com mais facilidade.

Se você quer continuar acompanhando os conteúdos que temos produzido, então assine a nossa newsletter agora mesmo. Essa é uma ótima forma de garantir materiais de qualidade diretamente na sua caixa de entrada!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Patrícia Lameirão

Patrícia Lameirão

Analista de Marketing Yller Biomateriais
postagens recentes
Odontologia
Johnny Santana

Guia completo sobre a odontologia no Brasil

O mercado odontológico tem passado por transformações nos últimos anos. Para não ficar por fora, nada melhor que se atualizar constantemente sobre o tema. Leia este artigo completo sobre o tema e fique informado.

Confira

Deixe uma resposta

×