Guia completo sobre a odontologia no Brasil
O mercado odontológico tem passado por transformações nos últimos anos. Para não ficar por fora, nada melhor que se atualizar constantemente sobre o tema. Leia este artigo completo sobre o tema e fique informado.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O mercado odontológico tem passado por transformações profundas nos últimos anos. As mudanças são tantas que muitas pessoas (inclusive dentistas) não conseguem acompanhar.

Já há alguns anos, a profissão tem um perfil um tanto quanto promissor no Brasil, mas não dá para negar que os resultados podem ser ainda melhores para profissionais antenados para as novidades.

Se você quer entender um pouco melhor sobre as oportunidades da odontologia no Brasil, então está no lugar certo. Desenvolvemos um artigo completo sobre o assunto — e tudo que você deve fazer é ler até o final.

O desenvolvimento da odontologia no Brasil

Como adiantamos, a odontologia tem se desenvolvido muito ao redor do mundo, mas o Brasil é um dos países com mais oportunidades para quem quer deslanchar. Embora exista uma disputa maior por pacientes (já que temos um grande volume de profissionais formados), existe também muita oportunidade de capacitação e diferenciação. Entenda melhor a seguir.

Mercado com demanda crescente

Parte da população já entendeu a relevância do papel do dentista, ou seja, reconhecem a importância de adotar as visitas periódicas para manter a saúde bucal em dia.

Somado a isso, perceberam que os cuidados devem acontecer cada vez mais cedo para os filhos — um aspecto que pode parecer bobagem, mas que mostra uma expansão de mercado (e que deve continuar crescendo).

Prova disso é que o Brasil é o país que conta com mais profissionais formados segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO). Isso significa que sozinho temos mais ou menos 20% dos dentistas de todo o mundo.

Se por um lado o número pode assustar, por outro lado ele revela uma demanda de mercado que justifica a existência de todos esses profissionais.

O crescimento da tecnologia no setor

E não é só isso: as aplicações tecnológicas também evoluíram muito recentemente e impactaram diretamente a odontologia no Brasil. Se você não acredita, então pode ser que se surpreenda com as possibilidades que o tratamento com tecnologia 3D trouxe nos últimos anos.

Em uma única consulta, por exemplo, é possível fazer o planejamento de um novo sorriso e imprimir implantes e/ou lentes de contato logo em seguida. Impressionante, não é mesmo? Mais impressionante ainda se considerarmos o tempo que procedimentos desse tipo levavam antes desses desenvolvimentos.

Caso esse exemplo soe muito futurista para você, então é bom lembrar que as mudanças estão mais próximas que imaginamos (e também atingiram os tratamentos de canal). Há alguns anos, era impossível realizar o tratamento em apenas uma sessão — uma realidade muito comum agora. Isso sem contar na agilidade dos aparelhos ortodônticos, que hoje são mais eficientes e estéticos.

Essa foi uma maneira de promover ainda mais qualidade e previsibilidade, dois aspectos que melhoram a vida dos pacientes e dentistas de forma significativa.

A acessibilidade dos tratamentos

Outro aspecto que faz com que o mercado odontológico no Brasil seja ainda mais promissor é a acessibilidade dos tratamentos. Vários deles antes eram inacessíveis pelo alto preço e pela forma de pagamento (que, na maioria dos casos, era feita apenas à vista). Como você deve imaginar, as duas realidades mudaram muito.

Os custos para os pacientes reduziram muito. Em parte isso aconteceu como reflexo do avanço tecnológico que acabamos de falar, tendo em vista que trouxe economias na compra de materiais e contratação de serviços.

Além disso, várias empresas nacionais começaram a investir na criação de produtos, materiais e softwares, aumentando, assim, a oferta de alta qualidade (e que representam possibilidades com um melhor custo-benefício).

Para fechar, as formas de pagamento também mudaram muito. A maioria das clínicas e dos consultórios de hoje oferecem a opção de parcelamento, um aspecto que facilitou a vida de muitos pacientes.

Áreas promissoras da odontologia no Brasil

Bem, agora que você já tem uma visão um pouco mais contextualizada do papel odontológico no Brasil, vamos para uma segunda parte importante: as áreas mais promissoras de atuação.

Assim como em outras profissões, o dentista também tem uma possibilidade de atuação bem diversificada. Essa é uma excelente alternativa, já que o aluno e/ou o profissional formado podem escolher que tipo de carreira gostariam de seguir e ter ainda mais satisfação na escolha.

Conheça algumas delas abaixo e entenda como podem ser incrivelmente promissoras em um país como o Brasil. Vamos lá?

Cirurgia geral

Essa é a atuação mais comum dentro da odontologia. Isso é facilmente explicado, já que o aluno está apto para desempenhar esse tipo de atuação assim que conclui a graduação. Muito embora o nome dê a impressão de cirurgia, nem sempre é esse o papel mais desempenhado na rotina do profissional.

A atividade aqui é um pouco mais generalista (algo como um clínico geral no papel do dentista) e tem como principal objetivo tornar o profissional apto para cuidar da saúde bucal das pessoas. O dentista focado em cirurgia geral tem o papel de preservar os dentes limpos e saudáveis, além de tratar também das gengivas, língua e bochecha.

Entre suas principais atribuições, podemos destacar a análise de radiografias mais simples, a realização de limpezas periódicas, aplicação de flúor e, em alguns casos, a condução de cirurgias mais simples. Esse é um papel de atuação muito comum e, por isso, representa muitas oportunidades.

Radiologia e imaginologia

As profissões estão atuando cada vez mais em cima de informações. Se você não acredita, então pense como é cada vez mais comum encontrar profissionais que querem evidências antes de tomar qualquer decisão (principalmente antes das mais drásticas).

Pois bem, essa realidade não é diferente no caso da odontologia. Os dentistas estão sendo cada vez mais guiados por exames que revelem o que realmente está acontecendo com a boca do paciente. Antes eles precisavam abrir todo um dente para investigar, mas hoje tudo isso foi facilitado pelos exames de imagem.

Justamente por isso, quando o assunto é uma boa especialização em odontologia, não poderíamos deixar de citar a radiologia e imaginologia. Essa especialidade faz com que o profissional estude e aprenda a investigar (de forma sistemática) as estruturas, os órgãos e sistemas relacionados à boca do paciente — e tudo isso deve ser feito por meio de uma análise técnica de imagens.

Isso significa que as radiografias estão ficando cada vez mais comuns (e prometem conquistar ainda mais espaço). Os métodos podem ser intra e extrabucais e trazem informações importantes sobre o que está acontecendo com as estruturas da boca.

Vale destacar que o mercado também evolui rapidamente nesse sentido. Hoje existem muitos exames de imagem, então quem quiser se especializar precisa estar se atualizando constantemente para não ficar para trás.

Somado a isso, os softwares especializados também são usados de maneira conjunta, um aspecto que facilita a vida, já que ajuda na emissão de laudos, comentários sobre imagens, diagnósticos e até mesmo direcionamentos para intervenções. Então, é bom saber como usar cada um deles!

Ortodontia

Seguindo a nossa lista com áreas promissoras, não poderíamos deixar de falar da ortodontia. Se esse nome não é tão comum para você, não precisa se preocupar, pois ela é muito conhecida. Essa área é responsável pelos aparelhos ortodônticos, um cuidado que ganhou muito espaço nos últimos anos (basta reparar a quantidade de pessoas que aderiram ao uso).

Como muitos de nós gostam de ter os dentes perfeitamente alinhados, essa é uma alternativa de especialização que pode abrir muitas possibilidades de atuação. Depois de formado, o profissional passa a instalar e fazer a manutenção dos aparelhos ortodônticos.

Ah, e engana-se quem pensa que essa é a única responsabilidade. O ortodentista também pode diagnosticar irregularidades nos dentes que podem comprometer (e, em casos mais graves, até impedir) o funcionamento correto da dentição. Dentro da técnica ortodôntica, esse cuidado é conhecido como diagnóstico de maloclusões.

Depois que isso é feito, também é responsabilidade desse profissional um planejamento com alternativas para correção, além de um acompanhamento para prevenir as deformações que podem aparecer no aparelho mastigatório.

Odontologia estética

Todas as áreas que estamos compartilhando aqui ganham cada vez mais espaço, mas a odontologia estética vive em um período de destaque ainda maior nos tempos atuais. Seguindo a premissa de que os cuidados com a beleza são interesse de grande parte dos brasileiros, o apelo estético também atinge o setor odontológico.

Como o próprio nome indica, o principal papel desse profissional é melhorar a estética dos dentes. A ideia é ir além da saúde bucal (que é super relevante) e garantir um sorriso bonito (com dentes proporcionais, alinhados e brancos). Esse aspecto é tão importante que traz melhoras significativas para a autoestima e segurança de diversos pacientes.

Pois bem, o profissional com essa especialização é capacitado para atuar com clareamentos dentais, aplicação de resinas, peelings gengivais, restaurações e outras opções desse tipo. Tudo isso com o objetivo de deixar o sorriso perfeito! As novidades também chegam de forma acelerada, como as lentes de contato, que têm conquistado muitas pessoas.

Para completar, não poderíamos deixar de ressaltar outras possibilidades estéticas que foram conquistadas recentemente frente ao Conselho Federal de Odontologia (CFO). O dentista também pode seguir com a aplicação da toxina botulínica para a correção de marcas como as rugas de expressão.

Embora essa prática não tenha tanta relação com a saúde bucal, os profissionais especializados em estética conseguem explorar essa possibilidade de forma ainda mais efetiva que os que têm outras especialidades.

A aplicação do botox também pode trazer melhorias relacionadas à odontologia. Nesse caso, o profissional ainda pode realizar aplicações que aliviem os sintomas do bruxismo ou que amenizem os efeitos do sorriso gengival.

Periodontia

Essa especialidade passou despercebida por muitos anos, mas ganhou relevância recentemente e promete ter ainda mais espaço. O profissional com essa especialidade é responsável por estudar e tratar qualquer doença ou alteração na gengiva ou periodontos. Esse papel é relevante e merece muita atenção!

Para quem não sabe, os periodontos são os tecidos responsáveis pela fixação dos dentes ao osso existente na arcada dentária. Para dar conta do recado, eles merecem ser bem tratados, principalmente em caso de uma possível alteração ou desgaste.

A placa bacteriana, por exemplo, muito comum nos tratamentos dentários, pode afetar diretamente a gengiva, principalmente dependendo da bactéria que existe em sua composição.

Quando o assunto é oportunidade de atuação, então é bom destacar que esse profissional trata desde uma inflamação gengival (também conhecida como gengivite) até a destruição dos tecidos que sustentam e protegem o dente (assim como o osso, a gengiva e o ligamento periodontal). Se você acha que isso é pouco, então saiba que as doenças gengivais atingem mais ou menos 99% da população brasileira. Uma oportunidade e tanto de atuação!

Implantodontia

Foi-se o tempo em que as pessoas perdiam o dente e ficavam sem ele. Embora isso ainda aconteça em alguns casos, hoje várias delas procuram alternativas para continuar com o sorriso bonito — e a implantodontia é uma das alternativas mais procuradas. Essa é uma forma de corrigir essa situação incômoda e devolver ao paciente a autoestima de sorrir.

Ainda assim, o caminho está longe de estar entre os mais simples (e justamente por isso exige uma especialização do dentista interessado em atuar com isso). Depois da especialização, o profissional passa a ser responsável por todas as etapas desse procedimento, ou seja, atua desde a preparação cirúrgica até a implantação da prótese dentária.

Para dar conta disso, ele aprende sobre enxertos ósseos, implantes imediatos, como levantar o seio maxilar e outros detalhes que dão consistência para uma atuação certeira e segura. É importante que ele tenha muita clareza dos benefícios de cada uma das técnicas, já que ele também é o responsável por analisar e sugerir qual é a melhor opção para cada caso.

A especialidade promete continuar em alta nos próximos anos, então firma-se como uma alternativa atraente para profissionais que se interessam sobre esse tipo de atuação.

Odontopediatria

Essa especialização é a responsável por cuidar da saúde bucal de crianças e adolescentes. A odontopediatria tem um papel importantíssimo e costuma marcar a nossa vida com lembranças por muito tempo!

O profissional tem como responsabilidade cuidar da saúde bucal das crianças quando são ainda muito pequenas, além de educar os pequenos sobre a importância da higienização e dos cuidados preventivos!

As oportunidades no setor se expandiram ainda mais nos últimos anos, quando foi descoberto que a higienização deve acontecer antes do aparecimento dos primeiros dentes de leite, ou seja, deve ser iniciada ainda na gengiva.

Em seguida, o odontopediatra segue com cuidados diferentes conforme a criança cresce. Ele acompanha o nascimento dos dentes de leite, a troca de dentição e os cuidados com os dentes permanentes.

O acompanhamento também é determinante em outros sentidos, já que o posicionamento dos dentes pode influenciar no desenvolvimento da fala e mastigação (outros aspectos que merecem muito cuidado). Um odontopediatra antenado repara nesses aspectos e, caso seja necessário, direciona para outros profissionais.

Para fechar, é bom lembrar que esses cuidados ajudam as crianças na adaptação com os tratamentos dentários e fazem com que elas cresçam sem traumas ou medo de dentista. Um diferencial e tanto, não é mesmo?

Odontologia legal

Essa é uma nova especialidade e, justamente por isso, menos conhecida. Nesse caso, o dentista é capacitado para realizar exames e perícias judiciais que ajudem na elaboração de laudos técnicos e atestados legais. Além disso, ele é treinado e habilitado a fazer uma identificação de corpos por meio da arcada dentária.

Caso isso tenha soado um pouco estranho para você, então é bom destacar que a prática é muito comum. A análise de arcada dentária costuma ser determinante quando o assunto é descobrir corpos que foram desconfigurados ou queimados.

O dentista com essa especialização trabalha em Institutos Médicos Legais (IMLs), convênios odontológicos, universidades, consultorias ou ainda atua como autônomo. Convenhamos: um papel menos convencional, mas muito interessante!

Cirurgia e traumatologia bucomaxilofaciais

Para fechar a lista, um curso de aperfeiçoamento relativamente novo e com muitas oportunidades é esse: cirurgia e traumatologia bucomaxilofaciais. Essa especialização ainda não é muito conhecida e, em partes, isso acontece por ter uma atuação mais elaborada.

A atuação do dentista nesse caso acontece em hospitais e tem como objetivo lidar com traumas nos ossos do crânio e traumas da face. O curso também demanda mais do interessado e pode ter uma duração de 2 a 4 anos (um tempo consideravelmente maior que em outras pós-graduações existentes).

Tudo isso para capacitar o profissional na correção de anomalias e imperfeições faciais, como assimetrias. Ele também atua em outras doenças, tumores da boca, reconstrução facial, problemas como apneia e enxertos para reposição de ossos. A possibilidade de atuação é longa e, como ficou mais fácil de perceber aqui, está longe de ser fácil!

Impactos da tecnologia na odontologia

Na terceira (e última) parte deste material completo sobre a odontologia no Brasil, vamos abordar como a tecnologia tem transformado o setor.

Desenvolvimento tecnológico

Como adiantamos, o Brasil é um país que investe muito em pesquisa no setor odontológico. Nada mais natural, já que temos um grande volume de profissionais, então é natural que eles façam entregas mais significativas nesse sentido. Além disso, como existe um grande número de faculdades altamente especializadas, o investimento em pesquisa continua existindo.

O Brasil conta hoje com o desenvolvimento tecnológico na área odontológica atuando em três frentes:

  1. desenvolvimento de novas técnicas;
  2. novos materiais/produtos;
  3. novos softwares.

Todas elas ajudam no trabalho do profissional, já que tornam o seu papel ainda mais preciso e fácil. Por isso, é importante entender e estimular o investimento em inovação na odontologia, tendo em vista que traz benefícios para os dentistas e pacientes.

Nada mais natural, já que são esses desenvolvimentos que tornam os procedimentos odontológicos mais rápidos e eficazes.

Novidades no setor

Anestesia sem dor, aparelhos ortodônticos invisíveis, check-up digital, impressão 3D e escaneamento dos dentes são apenas alguns dos exemplos de como a tecnologia tem transformado o setor odontológico. Muitos consultórios já se prepararam para oferecer esse tipo de novidade e surpreender os pacientes com a odontologia digital.

Os softwares e equipamentos que permitem modelos virtuais de visualização são simplesmente fantásticos. Imagine uma situação em que é possível escanear a boca do paciente com detalhes, perceber qualquer irregularidade e dar início a um tratamento de forma mais rápida e certeira.

Além de guiar o tratamento de uma maneira nunca vista antes, vale ainda destacar que muitas vezes o problema não poderia nem mesmo ser descoberto a olho nu.

As novidades são tantas que têm transformado todas as áreas de atuação! No caso da implantodontia, a realidade não é diferente. O mesmo esquema de visualização que acabamos de mencionar é utilizado para entender qual é o espaço reservado para o novo implante — tudo isso de forma indolor e prática. Quando aparece na tela do computador, então o dentista consegue ver os espaços disponíveis e desenhar as próteses no mesmo software.

Em seguida, o desenho é enviado para uma impressora 3D que vai imprimir o dente. Todo esse processo acontece em menos de 1 hora (o que era inimaginável há alguns anos).

Para fechar os exemplos de inovações no setor (que são muitas), não poderíamos deixar de falar mais no detalhe das lentes de contato dental. Elas são lâminas extremamente finas que são feitas de cerâmica ou resina e também são confeccionadas por impressoras 3D.

O principal objetivo da aplicação é garantir um sorriso lindo (e é por meio delas que muitas pessoas têm transformado o sorriso). Isso porque as lentes podem corrigir imperfeições nos dentes e até mesmo alguns desalinhamentos que antes eram tratados com os aparelhos ortodônticos.

Para quem não sabe, por meio desse procedimento, lâminas extremamente finas são coladas na superfície do dente sem precisar desgastar muito dos dentes naturais. Assim como nos outros casos, a rapidez é outro ganho significativo, já que o sorriso pode ser totalmente mudado em mais ou menos 2 dias.

Como você pode perceber, as novidades são diversas e atingem todas as áreas de atuação. Por isso, é importante que o dentista mantenha-se atento para incorporar as práticas no seu consultório.

Depois de ler este artigo completo e entender qual é o cenário da odontologia no Brasil, perceba as oportunidades que aparecem constantemente na sua área de atuação. Você vai reparar que as formas de tratamento devem ser profundamente transformadas daqui para frente, então não perca tempo!

A informação é uma grande aliada de quem quer se diferenciar, então não deixe de contar com a nossa ajuda para isso! Assine a nossa newsletter e receba várias novidades na sua caixa de entrada. Nos encontramos por lá! Até!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Johnny Santana

Johnny Santana

Diretor Comercial Yller Biomateriais
postagens recentes
Odontologia
Johnny Santana

Guia completo sobre a odontologia no Brasil

O mercado odontológico tem passado por transformações nos últimos anos. Para não ficar por fora, nada melhor que se atualizar constantemente sobre o tema. Leia este artigo completo sobre o tema e fique informado.

Confira

Deixe uma resposta

×